Oi, oi, leitores. Hoje venho trazer para você a resenha de Bom dia Veronica, originalmente o livro foi lançado em 2016 por Andrea Killmore. Esse nome não tão comum assim foi o pseudônimo usado por Ilana Casoy e Raphael Montes, escritores da obra. Um thriller brasileiro que ficou tão famoso por sua historia que ganhou uma serie - maravilhosa - com um elenco super pesado na Netflix.

*Essa resenha contem alguns spoilers inevitáveis, sabem que tento ao máximo para que isso nao aconteça.

Titulo: Bom dia, Vêronica.
Autores: Andea Killmore (psedônimo de Ilana Casoy e Raphael Montes)
Ano de publicação: 2016/2020
Sinopse: Em Bom dia, Verônica, acompanhamos a secretária da polícia Verônica Torres, que, na mesma semana, presencia de forma chocante o suicídio de uma jovem e recebe uma ligação anônima de uma mulher desesperada clamando por sua vida. Com sua habilidade e sua determinação, ela vê a oportunidade que sempre quis para mostrar sua competência investigativa e decide mergulhar sozinha nos dois casos. No entanto, essas investigações teoricamente simples se tornam verdadeiros redemoinhos e colocam Verônica diante do lado mais sombrio do homem, em que um mundo perverso e irreal precisa ser confrontado.

Atenção: O livro é pesado com violência muito bem detalhada e isso pode servir de gatilho para algumas pessoas. Se você tiver problemas emocionais, ja tenha sofrido um relacionamento abusivo ou vivenciado algum outro tipo de violência contra mulher, esse livro não é uma boa escolha para você. 

A leitura dessa publicação e as reações que podem causar são de total responsabilidade do leitor, dado os avisos acima.


Verônica trabalha em uma delegacia como escrivã, já no inicio da trama uma morte na delegacia faz tudo girar lá dentro. Embora ela seja apenas uma escrivã, Verônica ao se deparar com o caso que surge naquele dia da uma "acordada" e resolve investigar mais a fundo aquele caso, já que seu chefe parece não se importar com mais nada a não ser a sua própria carreira e fama. 

O caminho do livro é trilhado a partir do momento que Veronica recebe uma ligação anônima, muito estranha de uma mulher que quer denunciar seu relacionamento abusivo. Essa mulher é Janete, esposa de um policial famoso e prestigiado na região.

O livro fica nesse troca troca de historias, acompanhamos o terror que Janete tem em sua vida em casa, acompanhada de Veronica que tenta descobrir o culpado de duas queixas seguidas que aconteceram na delegacia, ao mesmo tempo que tenta descobrir mais sobre a misteriosa ligação de Janete. O desenrolar das investigações do crime que foi denunciado na delegacia, e da busca sobre o que está acontecendo com Janete nos leva a um matador de mulheres; Verônica se vê em meio a dois casos de violência contra mulher e se sente ainda mais motivada a desvenda-los, principalmente quando a vida de Janete fica ameaçada.

A história prende do inicio ao fim, entretanto tem alguns pontos não tão legais que devemos levar em conta; primeiramente em relação a Veronica, me parece que os autores tentaram trazer nela aquela aparência de policial de dias cinzentos, chega a parecer que ela odeia ser policial - embora ela não goste de ser apenas uma escrivã -. A historia de Janete se torna mais interessante que a da Verô no livro, e eu nao acho isso muito legal tendo em vista que a Verô é a personagem principal.

Qualquer buraco deixado na historia - e devo admitir que existem alguns - foi muito bem explicado na serie, eu nunca pensei que diria isso na minha vida mas foi a primeira vez que achei a serie melhor que o livro. Todas as duvidas deixadas ao ar, foram esclarecidas na serie, sem falar na escolha para os personagens que eu achei sensacional, e por ser dirigida pelos autores não tem como falar que "eles mudaram isso e aquilo nos personagens", claramente foram fieis a sua própria criação e ainda ousados em nos dar mais informações que no livro. 

Eu recomendo que assista primeiro a serie e depois leia o livro, assim você tem uma visão melhor das coisas descritas - são coisas aterrorizantes muito bem detalhadas no livro então contem gatilho de relacionamento abusivo, violência, abuso, etc. 

De modo geral é uma boa historia, eu daria um 8/10. E ai já leu esse livro? Gosta dessa temática de romance policial?